Casal é preso em operação de combate ao tráfico internacional de pessoas

Brasileiras eram recrutadas por aliciadores em Salvador com a promessa de trabalho na Espanha.
A Polícia Federal (PF) e a Polícia Espanhola (Cuerpo Nacional de Policia) realizam a Operação Planeta, nesta quarta-feira (30), com o objetivo de desbaratar uma organização internacional com atuação no Brasil e na Espanha, dedicada à prática de tráfico de pessoas para fins de prostituição.

Um casal foi preso em Salvador em cumprimento a dois mandados de prisão preventiva. Segundo a PF, brasileiras eram recrutadas por aliciadores na capital baiana, com a promessa de trabalho na Espanha. Além da oferta de emprego, elas recebiam do grupo passagem aérea e dinheiro para despesas pessoais.

Ao chegar a Espanha, as mulheres eram surpreendidas e expostas a situação degradante de moradia e trabalho, além de tomar ciência de que a dívida, pré-constituída, seria cinco vezes maior.

Um mandado de condução coercitiva e três mandados de busca e apreensão também serão cumpridos no Brasil. Em território espanhol serão cumpridas prisões, o fechamento de duas casas de prostituição, além da busca e apreensão na casa dos presos e em estabelecimentos.

Os envolvidos serão indiciados pela prática dos delitos de tráfico internacional de pessoa para fim de exploração sexual e formação de quadrilha. Detalhes da operação serão divulgados na tarde desta quarta-feira (30) em entrevista coletiva na sede da Policia Federal em Salvador.

Luta pela moradia: uma conquista em processo de construção



As mulheres atendidas pela Unidade Força Feminina vêm juntamente com outros grupos sociais, como por exemplo, o Movimento de População de Rua lutando pela conquista da  moradia. A conquista deste sonho esta se concretizando e aos poucos as mulheres começam a acessar sua moradia. Este é um processo de luta constante. Adentrar seus lares, casas, moradias é uma conquista, mas também uma luta a ser continuada.
Neste sentido, a equipe da Unidade Força Feminina vem acompanhando esta luta junto das mulheres: realizando visitas em suas casas, encontrando-se para discutir o que ainda precisa ser conquistando, organizando, mobilizando.


No último sábado, 26 de janeiro, em visita realizada às mulheres, o momento foi de partilha sobre como esta sendo a adaptação neste novo espaço e também das lutas que precisam ser estabelecidas. Momento este marcado pelo encontro, alegria e confraternização.

Rede Oblata


Unidade Força Feminina recebe Missionários e Missionárias.


Na tarde do dia 23 de janeiro de 2013, a Unidade Força Feminina recebeu a visita de 23 Missionários/as vindos da Itália, mas que moram no Brasil em diferentes regiões do país há alguns anos.

Os/As missionários/as estavam participando de um encontro formativo no CTL (Centro de Treinamento de Liderança) em Itapuã sob a coordenação de Maria Soave Buschemi. Com o intuito de conhecer a ação do Instituto das Irmãs Oblatas estes missionários/as estiveram durante a tarde em um espaço rico de diálogo e troca de experiências a cerca do compromisso social, leitura popular da bíblia, partilha de vivências em espaços de desafios e vulnerabilidade social.

O espaço foi marcado pela acolhida e troca de experiências resgatando principalmente o sentido da espiritualidade vivenciada de forma ecumênica pelas mulheres, integrantes da equipe da Unidade Força Feminina e Missionários/as.
 

Carnaval Força Feminina


Unidade Força Feminina reabre sede


Foi em clima de celebração e muito entusiasmo que os trabalhadores sociais reabriram a sede e receberam as mulheres.
 A casa foi ornamentada em clima de festa e alegria, promovendo uma acolhida às mulheres que iam adentrando o espaço e partilhando saudades, novidades e sonhos, sendo este o tema da espiritualidade e da dinâmica seguinte que propôs a reflexão acerca de três perguntas norte:

 
 

Quais os meus planos e sonhos para o ano de 2013?
O que espero da Força Feminina para este ano?
Como posso contribuir no trabalho da Força Feminina?

A partilha garantiu não somente que elas olhassem para si mesmas e para a outra, mas um olhar acerca da ação da Unidade, contribuindo no processo de construção coletiva das estratégias a serem usadas ao longo do ano.
O momento esteve mesclado com muito canto e orações puxados por cada uma das presentes que entoaram mantras como:
“Não perca de vista seu ponto de partida”

E a música:

 
Estrada da Vida

Nesta longa estrada da vida,
vou correndo não posso parar.
Na esperança de ser campeão,
alcançando o primeiro lugar.

Mas o tempo secou minha estrada
e o cansaço me dominou,
minhas vistas se escureceram
e o final da corrida chegou.

Este é o exemplo da vida,
pra quem não quer compreender:
Nós devemos ser o que somos,
ter aquilo que bem merecer.

Como símbolo do trabalho em Rede, as mulheres receberam a nécessaire do Instituto das Irmãs do Santíssimo Redentor, em lembrança de que somos Rede:

Rede Oblata!